quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Ser decente

Ser decente é bonito, politicamente correcto e até atractivo.  Serve para evitar amargos de boca, problemas de consciência e sobretudo confusões. Mas, ainda assim, porque há sempre um mas em tudo, há momentos em que gostaríamos de deixar a nossa decência de parte, arriscando o oposto, jogar o barro à parede na esperança de obter algo, que pelo caminho da decência não iríamos obter de todo, na medida que por essa via recusam-se certas atitudes. No fundo ser decente deveria deixar-nos por si só de consciência tranquila, mas nem sempre tal acontece por completo, porque ser decente é também, muitas vezes, o contrário de arriscar. 

2 comentários:

hierra disse...

Tb te digo que, ser 'indecente' tem que ser uma carta jogada de forma muito segura e criteriosa, sob pena de, ser muito mal interpretado :)

GATA disse...

Por vezes sou politicamente incorrecta e gosto! :-)