sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Do Halloween!

É sabido que miudagem, nos dias que correm, começou também a “celebrar” a noite das bruxas como algo normal. Digo normal porque durante a minha infância sabia-se da existência dessa tradição anglo-saxónica, mas daí a “imitar” a mesma era outra coisa. E isto por diversos motivos, era uma tradição estrangeira e nós tínhamos o carnaval para fazer praticamente o mesmo, ou pior! Por isso, de um modo ou de outro, uns mais que os outros, já nós habitua-mos a ter miúdos mascarados a pedir doces nessa noite específica ou em troca encontrar a porta toda besuntada de farinha e ovos como castigo pela “sovinice”.
No entanto o que fez confusão este ano especificamente foi o facto de ver as mães atrás dos filhos, e quando digo atrás é mesmo atrás, também elas mascaradas, e pior, a instigarem os petizes a bater às portas, a fazerem a recolha e caso não haja lugar a esse “atendimento”, decretarem o devido castigo, quais generais diabólicos de um exército de pequenos terrores. Pior que tudo é que algumas, cobram, também elas os mesmos doces, tal qual os menores que acompanham.
Que as crianças e adolescentes se sintam influenciadas de forma espontânea pelo Halloween, para se divertirem a fazerem traquinices eu aceito, agora repudia-me ver pais a instigar certos comportamentos, terem participação nos mesmos, achando-se certamente os maiores do mundo, porque ao lado de miúdos estarem igualmente de saco aberto e com um sorriso amarelo, como se tivesse muita graça ver um adulto a querer passar-se por criança. Estou em crer que sob a ameaça de um balde de água fria, em plena noite de Outono, certamente perderiam a vontade para a brincadeira!

Sem comentários: