quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Parábola

Começas a pensar que tudo corre mal quando as mais pequenas e corriqueiras coisas entram em colapso, não respondem, não funcionam, não se dão. Para além de tudo aquilo que já te complica a vida, a quebra de uma pequena rotina, de algo com que estavas a contar, que era certo e seguro, faz-te entrar em desespero. Depois parece que se dá a conspiração, a uma somam-se duas, três, quatro, por aí adiante, sempre mais rápido, como um puxar de tapete debaixo dos pés. A um dando ponto acabas por te habituar, praguejas a tua má sorte mais do que nunca, encerraste a ti próprio num buraco. Deixas de conseguir apreciar o que quer que seja, de tudo desconfias e a única coisa que acabas por sentir é o desejo de que tudo expluda e vá para o espaço. Porquê? Porque lá no fundo sabes, que após bater no fundo, o único caminho possível é subir e, quiçá, quanto mais fundo se bate mais alto depois se poderá subir.

2 comentários:

A Minha Essência disse...

Depois desse turbilhão todo e, quando estás em cima, é reter o que que fez bater no fundo para não mais acontecer o mesmo.

GATA disse...

Já bati no fundo e, acredita, não é fácil subir...