sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Os demasiado optimistas

Os demasiado optimistas irritam. Irritam porque para eles há sempre um caminho (que não são eles a ter de percorrer). Irritam porque para eles há sempre uma solução (mas não são eles que a têm de realizar). Irritam porque para eles nada é tão negro como pintamos (mas não são eles que estão na nossa pele). Os demasiado optimistas conseguem transformar o mau em bom, conseguem ver o fácil no difícil, têm uma frase ou provérbio sempre pronto para justificar que nem tudo é como dizemos. Não os censuro sempre, na verdade tentam de boa fé alegrar-nos, contudo alguns tornam-se demasiado aborrecidos, sabem que nem tudo é simples e custa-lhes aceitar que há coisas mesmo complicadas e, até, impossíveis de resolver, mas mantém essa postura um tanto ingénua e crédula de que alguma solução haverá. Na verdade, a maior parte dos demasiado optimistas vivem num mundo só deles, do qual não conseguem sair para perceber que nem tudo é como eles pensam, como eles vêem e não se consegue perceber se o fazem por pura ignorância ou simplesmente por pura negação da realidade.  

3 comentários:

Mulher de Sonho disse...

É espetar-lhes um garfo numa córnea e aguardar pela perspetiva otimista.

Mulher Mesmo de Sonho
mulhermesmodesonho.blogspot.com

A Minha Essência disse...

O meio termo sempre é o ideal. Mas, não há o ideal a 100%. Há sempre um mas aqui e um mas ali. Perspectivas diferentes e maneiras de agir de igual forma.

GATA disse...

Não sou nem optimista nem pessimista, sou realista.