quarta-feira, 5 de março de 2014

Por dizer

As palavras que ficam por dizer são sempre muitas, demasiadas, ressoando no nosso interior, parte do arrependimento, a casca do remorso. Ficam escondidas dentro de nós, ou porque nos falta a coragem, ou porque não temos ocasião de as proferir, ou porque nos esquecemos das mesmas. No entanto lembramo-nos sempre das palavras que ficam por dizer, porque as mesmas são ditas mas fora do contexto, fora do momento, dentro do pensamento, no mais profundo silêncio. As palavras que ficam por dizer são nossas e só nossas, são aquilo que desperdiçamos, o que temos de melhor mas que não sabemos usar, a inspiração do momento que se cala para se transformar nessa dor de alma que temos de aprender a suportar, esperando, esperando sempre evitar outro desfecho igual, porque as palavras servem para se dizer, servem para sair de dentro de nós, dado que soar é a sua vida e prende-las é mata-las, ao mesmo tempo que aprisiona-las é igualmente agrilhoar-nos no mordimento eterno.

3 comentários:

hierra disse...

é por isso que eu deixo pouca coisa por dizer !!!!

A Minha Essência disse...

Oh, quando não há volta a dar ao que ficou preso na garganta, no coração, corroí-nos a alma, aos poucos...

GATA disse...

As palavras que não disse tantas vezes como gostaria - porque a vida não me deixou!!! - foram "AMO-TE MUITO, PAI"

As restantes... são secundárias e leva-as o tempo (e, por vezes, o vento... quando vou até à beira mar e grito feita doida! LOL)