quarta-feira, 30 de abril de 2014

...

Ninguém olha para olhos cansados, um queixo caído, uma alma inerte. Todos procuram vida, mas para tal é preciso que a mesma se manifeste, sem rodeios, sem hesitações, sem toda a carga que pode, também ela, ser a parte mais profunda dessa mesma vida. E a vida sempre existe, mesmo no subterrâneo mais escuro, no mais confuso labirinto, no baixo semblante que tantas vezes passa despercebido ora porque não consegue acordar ora porque a reacção espera pelo componente que falta para se provocar.

3 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

A vida pode ser pesada ou leve, mas é sempre vida. E no caos encontra-se a luz :)

S* disse...

É triste ver as pessoas cada vez mais sem vida.

GATA disse...

Mas a vida é feita de altos e baixos... e todos passamos por tal!