segunda-feira, 5 de maio de 2014

Roda-viva

No princípio é a vontade, a força, a vitalidade. No meio é o pensar, os porquês, as memórias. No fim é o desgaste, o cansaço, a falta de ar. Então recomeça tudo outra vez, sempre assim, numa roda-viva e se da mesma nos apercebemos, rapidamente entendemos como é difícil saber o que quer que seja.

3 comentários:

Imprópriaparaconsumo disse...

Um constante rodopiar, um ciclo vicioso que nos deixa sem ar.
Há dias assim.:)

hierra disse...

É que é mesmo :)

GATA disse...

Já cantava a Marisol - "la vida es una tombola, tom tom tombola"... :-)