sexta-feira, 10 de abril de 2015

Plano

A única coisa que queremos é um plano, mas nem precisamos de conhecer o plano todo, só queremos que ele exista, para que o mesmo nos leve para onde não fomos, que nos permita fazer aquilo que nunca fizemos, que repita continuamente ou replique as boas sensações e que felicidade que já sentimos, que não nos deixe sossegar, surpreendendo-nos sempre com novidades que quebrem a monotonia.
A única coisa que precisamos é de um plano, não feito por nós, mas por nós conduzido, a nós dirigido, à nossa medida, que nos envolva e realize, que nos traga água para beber quando temos sede, que nos alargue os horizontes quando os mesmos definham aos nossos olhos, que extermine as trevas que nos perseguem, para no fim olharmos para trás e vermos obra, um caminho cheio de etapas, repleto de recordações, e não uma linha recta do tempo que se passou e não se conseguiu aproveitar.


1 comentário:

GATA disse...

O meu plano é viver um dia de cada vez sem planos.