quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Ser rico

Muita gente há que gostava de ser rica. No entanto existem aqueles não só não gostavam de ser ricos, como querem ser ricos. Nada há contra quem queira ser rico, há quem trabalhe, poupe, procure ter novas ideias, inovar, estudar, etc, batalhar para conseguir de alguma for ter mais do que a maioria. Contudo, muitos mais existem que nada fazem por isso, ainda que queiram ser igualmente ricos. Como não o conseguem procuram então parecer, ao invés de o ser realmente. Mudam os gestos, os preceitos, ganham preconceitos achando que assim se vão sentir mais ricos, tornando a riqueza, que é coisa material, num estado de espírito que os deforma, corrói e os transforma no mais reles excremento social, aqueles que nada têm mas que se acham superiores aos outros. Por isso exibem toda uma série de atitudes, todas, segundo os próprios, contrárias ao que um pobre supostamente faria. E no meio destas atitudes uma coloco em destaque, aquela em que eles se tornam apoiantes, senão mesmo sabujos, dos verdadeiros ricos, dos grandes barões, aqueles que na maior parte das vezes exploram os demais, inclusive, esses que tanto gostavam de ser como eles, mas só podia ser dessa forma, porque ao contrário seria coisa de pobre.

2 comentários:

Blackye disse...

Não suporto gente assim, com esses trejeitos. Ou se é, ou não se é. Há tanta diversidade neste mundo que nós só temos que aceitar as nossas diferenças, em vez de as tentar mudar.

hierra disse...

O Miguel Esteves Cardoso definiu essa última atitude referida como : 'culambismo'. Os culambistas revoltam-se, essa bajulação ao rico também. Agora eu já não acho que adoptar hábitos de rico os torna ricos, em contrário, essa bajulação ao rico é de uma pobreza mas de uma coisa mesmo de pobrezinhos. Depois ainda há outra questão é que o pretendente a rico que bajula o rico que por vezes não é rico mas também aparente e então vive-se ali num mundo do faz de conta que sou rico mas não tenho dinheiro para pagar a conta da luz é maravilhoso! Eu já assisti de camarote e é tão engraçado. O eça é que gostava muito desta gente ;)